Pesquisar

(51) 98456-4614

Opinião: o que a lei permite

Quando a gente quase acha que já viu tudo em termos de insegurança no país, nos estarrecemos com as notícias vindas do Espírito Santo. Que aliás, não só aquele estado,

mas todo o Brasil está carecendo de um contato mais íntimo com o nosso Espírito Santo. 

O medo, a incerteza e a impotência se instalaram em nossas mentes. Seguidamente ouvimos que a polícia prende e o juiz solta, que são moles com os bandidos. Outra vez, a polícia bateu duro e o juiz foi extremamente severo. 

Aí, de repente acontece uma greve de policiais e explode uma onda de violência sem igual, uma guerra civil, por assim dizer, com lojas e supermercados fechados e saqueados. 

E aí nos estarrecemos pela segunda vez: além dos roubos e a matança generalizada cometida por bandidos, a população, aquela mesma que reclama dos roubos e assaltos; aquela que se coloca contra a greve, achando justo um policial enfrentar a morte todos os dias por uma miséria, que leva todo final de mês para sua família; aquela que reclama da inflação e do aumento da gasolina, esta mesma população vira bandida! Rouba e saqueia sem pudor, sem medo. Rouba geladeira, rouba lavadora, rouba cigarros e bebidas. Não rouba comida, não está pensando nos filhos. Por que agem assim, se não eram ladrões? 

O que se ouviu foi que acabaram entrando junto, pois outros estavam invadindo. Foram junto, como um rebanho sem o pastor, roubar porque os outros estavam roubando. 

Isto significa que se não tiver polícia, estamos autorizados a roubar? Se não tiver faixa de segurança, podemos passar por cima do pedestre? Se não tiver lixeira, jogamos no chão nossos resíduos? Onde está a educação e o respeito que todos traziam de casa?

Que justificativa é esta? 

Desde quando os valores de um homem se medem pelo que o seu próximo está fazendo? 

Se isto fosse uma prática para o lado do bem, este país estaria salvo, pois assim que vissem alguém executando uma boa ação, todos iriam atrás fazer o mesmo. O ruim disto, é que isto só acontece com coisas ruins, com coisas execráveis. E por que chegamos a este ponto, de quase não se ter mais para onde se virar? 

A resposta é: 

Onde nós estivemos estes anos todos? Curtindo nossas famílias, nossas festas, o futebol, o carnaval, o fandango, espraiando nossa alegria por viver em um país tão maravilhoso e ensolarado, coisas que qualquer estrangeiro elogia. 

O que aconteceu nestes anos todos? A classe política se fortaleceu de uma forma assustadora. As leis foram sendo criadas, cada uma beneficiando mais do que a outra, todos aqueles que teoricamente deveriam gerenciar o dinheiro dos nossos impostos. 

Hoje, se você achar que o salário mais as benesses milionárias que cada um deles ganha e resolver reclamar, vai ouvir o quê? Que está na lei, que a lei permite! E desta forma, hoje um hospital recebe 2 milhões enquanto o fundo partidário destina 819 milhões. Escancarado, assim como centenas de outros gastos. E cada vez mais o dinheiro para reverter ao povo vai minguar mais.